Fale com Nossos Especialistas


(11) 4371-0660

Vitrinismo: a arte de projetar vitrines


Vitrinismo: a arte de projetar vitrines | Bárions Produções


A importância das vitrines não poderia ser mais aparente em um cenário onde o e-commerce está em pleno crescimento. Isso não quer dizer que o varejo físico seja ineficaz ou esteja com seus dias contados, tanto que muitas marcas, antes atuantes apenas no cenário virtual, estão iniciando abordagens combinadas, incluindo as lojas físicas.


No entanto, os designers de vitrines - ou vitrinistas, têm mais trabalho a fazer do que nunca, já que precisam convencer os clientes de que eles devem comprar os produtos em exposição antes de sacar o telefone para procurar uma alternativa mais barata, enquanto ainda estão na loja. 


De acordo com o PEW Research Center, aproximadamente 60% dos compradores adotam esse comportamento de comparação, o que reforça ainda mais a importância das vitrines.

A função do vitrinista

A arte de projetar vitrines é uma das áreas de atuação do marketing, mais especificamente do Visual Merchandising.


O primeiro objetivo dos vitrinistas é fazer você parar na calçada, em frente a uma loja, e ler a história visual contada na vitrine. Em seguida, você deve ficar intrigado o suficiente para entrar e conhecer essa história por completo.


E ai sim, o vitrinista atinge seu objetivo com sucesso.


Um pouco de história

Acredita-se que o vitrinismo é uma das profissões mais antigas da história da humanidade, já que nos primórdios dos mercados árabes, havia-se a prática de exposição de peças sobre tecidos ou bancadas, separadas por grupos de produtos e cores.


A Europa é considerada o berço do vitrinismo mundial moderno, onde a tradição é muito forte. Por lá, as vitrines de marcas famosas ultrapassam séculos e atingiram alto nível de sofisticação.

O mercado brasileiro

De acordo com o Senac, ainda existe, no Brasil, resistência por parte dos pequenos lojistas em investir nas vitrines. Isso porque falta informação sobre a importância e impacto desta ferramenta como estratégia de marketing e sua capacidade em converter vendas.


Por outro lado, as grandes redes de departamento estão investindo cada vez mais em vitrinismo, incentivando a concorrência a fazer o mesmo, inclusive os pequenos e médios empreendedores. 


Você já deve ter percebido como tem se tornado comum ver vitrines bem caprichadas no dia a dia dessas lojas, em especial nas datas comemorativas clássicas. Dia das mães, dia dos pais, Carnaval e Réveillon é quando os vitrinistas apostam em superproduções para “tirar o fôlego” do consumidor!


Estratégias dos vitrinistas para atrair e converter compradores

Reproduzir momentos e experiências do consumidor é uma técnica bastante valiosa no visual merchandising e, consequentemente, no desenvolvimento de vitrines. E como experiência e solução de problemas estão no topo de ‘coisas‘ a serem resolvidas pelas marcas, a Crawford criou uma vitrine especial para o lançamento da linha water proof.


Além de reproduzir uma experiência vivida por praticamente todo Brasileiro - Sol e chuva no mesmo dia, a marca resolve o problema da mudança de tempo com uma linha elegante e roupas que repelem a água.


Estratégias dos vitrinistas para atrair e converter compradores | Bárions Produções


E, para fechar com chave de ouro o conceito, explora movimento e iluminação, transmitindo uma mensagem relevante, atualizada e contextual para o cliente. 


Assim como o mercado, a concepção das vitrines vem evoluindo e acompanhando as mudanças de público. A exemplo da Crowford, luzes, cores e movimento ganham cada vez mais espaço, aliadas à tecnologia.

Habilidades e conhecimentos de um vitrinista 

Manusear, vestir e posicionar manequins e organizar produtos não são as únicas atribuições que você faz como designer de vitrine. Dar vida ao design criativo requer habilidades técnicas como colocar - e às vezes cabear - equipamentos de iluminação e elétricos, costura e carpintaria básica. Muitas vezes, é necessária competência com programas de software gráfico e de design, como o AutoCAD e Photoshop.


O talento artístico e a criatividade são habilidades obrigatórias, porém é fundamental ter a capacidade de planejar e gerir projetos, excelente comunicação escrita e verbal e gestão de tempo.


As vitrines normalmente são atualizadas após o fechamento das lojas, portanto, é necessário estar preparado e disponível para atuação em horários especiais.

Muito além de posicionar produtos

A função do vitrinista vai muito além de posicionar produtos na vitrine.

Este profissional precisa ter uma série habilidades e competências para criar experiências atraentes, despertar emoções e convencer o consumidor a entrar em uma loja antes mesmo de pensar em comparar preços via internet.


É um dos profissionais mais requisitados para estratégias de retail e estão se tornando cada vez mais qualificados e abrangentes.


O que mais podemos agregar como habilidades fundamentais desses profissionais?

Quais são as alegrias e dificuldades da profissão?


Você é vitrinista ou conhece a profissão?

Compartilhe com a gente ;)